2006-03-14

Dificuldade

Apesar de tudo o que falámos no Sardão, continuo a ter dificuldade em estabelecer um periudo do meu dia para oração. No Sardão tinha programado que todos os dias tomaria um copo com Ele. Mas só ontem consegui tomar o segundo copo com Ele :-(

Queria partilhar convosco a passagem que utilizei ontem. Tenho estado a ir buscá-las à publicação do padre Anselmo Borges "a Biblia em Citações". E a que me tocou ontem foi:

«Jejum

Diz o Senhor: « O jejum que me agrada é este: libertar os que foram presos injustamente, livrá-los do jugo que levam às costas, pôr em liberdade os oprimidos, quebrar toda a espécie de opressão, repartir o pão com esfomeados, dar abrigo aos infelizes sema casa, atender e vestir os nus e não desprezar o teu irmão. Então a Luz surgirá como aurora, e as tuas feridas não tardarão em cicatrizar. A tua justiça irá à tua frente, e a glória do Senhor atrás de ti. Então invocarás o Senhor e Ele te atenderá, pedirás auxílio e te dirá: “Aqui estou!”

Terceiro Isaías 58, 6-9»

A conversa com Ele foi longa (o que quer que isso seja, o longa lolololol, mais uma vez caí na comparação), mas entre outras coisas, acho que percebi que o que Ele nos pede é muito mais simples, mais imediacto, concreto e quotidiano que por vezes achamos...
Bem, fica aqui a minha partilha...
Abraços e boa semana a tod@s

Bruno

6 comentários:

  1. Caro Bruno,

    Até o homem chegar à lua, fez muitas tentativas, umas que correram melhores e outras menos bem. O importante é não desanimar.

    Fiquei muito contente pela iniciativa do blog, que pode nos ajudar a lembrar de regar. É também agradável no final do dia acompanhar as partilhas das caminhadas dos outros.

    As minhas novidades são:

    Após regressar, resolvi instalar o evangelho quotidiano no e-mail da empresa. Já recebia o evangelho no e-mail de casa, mas não o lia, pois só o via à noite e um pouco tarde.

    Agora tenho lido todas as manhãs e procurado pensar na leitura ao longo do dia. Relativamente ao evangelho de hoje,

    "Atam fardos pesados e insuportáveis e colocam-nos aos ombros dos outros, mas
    eles não põem nem um dedo para os deslocar."

    Fiquei a pensar como é difícil seguir a Deus, quando a nossa escola da vida, quase só, nos ensina a viver de outra forma.

    Como a principal descoberta que refiz, "no investimento" foi que DEUS NOS AMA, resolvi ler a encíclica “Deus é Amor”. Fiquei contente por ter chegado ao fim, não traz grandes novidades, mas reforça os conceitos cristãos. Está bem escrito, prova que este Papa sabe bastante do assunto ao apresentar de uma forma simples e acessível ideias concretas do Amor de Deus e da história da Igreja.

    Se até eu consegui ler, é porque qualquer um também consegue.

    Um forte abraço para ti e para todos,

    Zé Mesquita

    ResponderEliminar
  2. Caro Zé e caros outros
    Concoirdo contigo que este bolg está a ser uma boa ajuda para mim e um "sinal de esperança" que nos podemos ajudar no "combate" da vida com oração.
    Valia a pena, a meu ver, Zé que fosses enviando aqui para o blog, alguns ensinamentos da encíclica que te parecem com mais interesse.
    Aqui fica a proposta;
    frei Eugénio

    ResponderEliminar
  3. desculpem as gralhas no último comentário. fr.E.

    ResponderEliminar
  4. Olá a tod@s. Obrigado pela partilha.
    Eugénio, está desculpado das suas gralhas. Sei que para um Boléo estas gralhas são graves, mas não se preocupe, Jesus Ama-o da mesma maneira e nós também ;-) lolololololol
    Aquele abraço
    Bruno ;-)

    ResponderEliminar
  5. Estive para escrever exactamente o mesmo que tu: "sei que para um Boléo estas gralhas são graves", mas assim tive a satisfação de ver que me conheces mesmo bem: "Deus escreve direito por linhas tortas".
    Este blog está quase totalmente masculino.O melhor é passa a ser um blogo.
    Já enviei mails suplicantes, mas quanto as gotas de água aqui no regador quase nada.
    Que me dizem os "fundadores" Bruno e Paulo?
    frei Eugénio

    ResponderEliminar
  6. Olá,

    Eu e a Natália ainda não podemos acrescentar nada no blog porque não temos acesso.

    Bruno, quando poderes regista-nos.

    Obrigado.

    ResponderEliminar