2007-01-12

Eco do Evangelho de Domingo, 14 de Janeiro

Jo. 2,1-12.
Ao terceiro dia, celebrava-se uma boda em Caná da Galileia e a mãe de Jesus estava lá. Jesus e os seus discípulos também foram convidados para a boda.
Como viesse a faltar o vinho, a mãe de Jesus disse-lhe:
«Não têm vinho!»
Jesus respondeu-lhe: «Mulher, que tem isso a ver contigo e comigo? Ainda não chegou a minha hora.»
Sua mãe disse aos serventes:
«Fazei o que Ele vos disser!»
Havia ali seis vasilhas de pedra preparadas para os ritos de purificação dos judeus, com capacidade de duas ou três medidas cada uma.
Disse-lhes Jesus: «Enchei as vasilhas de água.»
Eles encheram-nas até cima.
Então ordenou-lhes:
«Tirai agora e levai ao chefe de mesa.»
E eles assim fizeram.
O chefe de mesa provou a água transformada em vinho, [...] chamou o noivo e disse-lhe: «Toda a gente serve primeiro o vinho melhor e, depois de terem bebido bem, é que serve o pior. Tu, porém, guardaste o melhor vinho até agora!»
Assim, em Caná da Galileia, Jesus realizou o primeiro dos seus sinais miraculosos, com o qual manifestou a sua glória, e os discípulos acreditaram nele.

2 comentários:

  1. "a mãe de Jesus disse-lhe:
    «Não têm vinho!»".
    Maria estava atenta às necessidades da festa.

    ResponderEliminar
  2. "Ainda não chegou a minha hora"

    A HORA só Deus sabe quando é. Ajuda-nos a aguentar com esperança até essa HORA.

    ResponderEliminar