2011-02-26

Diálogo com o Evangelho - 5

Diálogo com o Evangelho de Domingo 27 de Fevereiro, pelo Frei Eugénio, no programa de rádio "Raízes de Cá".

A vida questiona o Evangelho de Domingo, 27 de Fevereiro

Mt. 6,24-34.
Ninguém pode servir a dois senhores: ou não gostará de um deles e estimará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e ao dinheiro.»
«Por isso vos digo: Não vos inquieteis quanto à vossa vida, com o que haveis de comer ou beber, nem quanto ao vosso corpo, com o que haveis de vestir. Porventura não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestido? Olhai as aves do céu: não semeiam nem ceifam nem recolhem em celeiros; e o vosso Pai celeste alimenta-as. Não valeis vós mais do que elas?
Qual de vós, por mais que se preocupe, pode acrescentar um só côvado à duração de sua vida? Porque vos preocupais com o vestuário? Olhai como crescem os lírios do campo: não trabalham nem fiam!
Pois Eu vos digo: Nem Salomão, em toda a sua magnificência, se vestiu como qualquer deles.
Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã será lançada ao fogo, como não fará muito mais por vós, homens de pouca fé?
Não vos preocupeis, dizendo: 'Que comeremos, que beberemos, ou que vestiremos?’
Os pagãos, esses sim, afadigam-se com tais coisas; porém, o vosso Pai celeste bem sabe que tendes necessidade de tudo isso.
Procurai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça, e tudo o mais se vos dará por acréscimo.
Não vos preocupeis, portanto, com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã já terá as suas preocupações. Basta a cada dia o seu problema.»

2011-02-23

Uma imagem vale mais que mil palavras


Numa só imagem David Mccandless torna evidente a louca desproporção de despesas deste nosso mundo.

Neste video explica o seu método.
(Pode escolher legendas em português)

2011-02-21

Mapa das Religiões

A melhor representação das Religiões no mundo que já vi (clique na imagem para aumentar).
O autor é David Mccandless, jornalista e designer, para quem o lema é "information is beautiful". Assim, de facto, é!
 

2011-02-19

2011-02-18

A vida questiona o Evangelho de Domingo, 20 de Fevereiro

Mt 5, 38-48
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: "Ouvistes que foi dito aos antigos: ‘Olho por olho e dente por dente’. Eu, porém, digo-vos: Não resistais ao homem mau. Mas se alguém te bater na face direita, oferece-lhe também a esquerda. Se alguém quiser levar-te ao tribunal, para ficar com a tua túnica, deixa-lhe também o manto. Se alguém te obrigar a acompanhá-lo durante uma milha, acompanha-o durante duas. Dá a quem te pedir e não voltes as costas a quem te pede emprestado. Ouvistes que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo’. Eu, porém, digo-vos: Amai os vossos inimigos e orai por aqueles que vos perseguem, para serdes filhos do vosso Pai que está nos Céus; pois Ele faz nascer o sol sobre bons e maus e chover sobre justos e injustos. Se amardes aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem a mesma coisa os publicanos? E se saudardes apenas os vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Não o fazem também os pagãos? Portanto, sede perfeitos, como o vosso Pai celeste é perfeito".

2011-02-14

Pergunta ao @leitorado


No Euobserver existe um conjunto de blogues. Talvez valha a pena dar uma olhada para saber o que se pensa na Europa e o que podemos pensar sobre a Europa - e o que talvez cá em Portugal se poderia pensar mais abertamente não fosse soar a sacrilégio. Por exemplo, em The two lane fallacy, Mats Persson fala exactamente disso: da falácia da Europa a duas velocidades como se os países que estão fora da moeda única estivessem a regredir. Na verdade não estão. Na Dinarmaca e Polónia os aumentos de PIB são, respectivamente, de 3,4 a 6,4. Persson fala sugestivamente em algo que traduziria por "chavões para acabar com o pensamento" (ver Wikpédia: thought-terminating-cliché), processos próprios da propaganda. A ideia é que falar nesses termos nos impede de ver a Europa de outro modo. Ora, eu acho melhor que as nossas elites comecem a fazer balanços claros e assumidos sobre a pertença de Portugal ao Euro: sim porque a assunção de que a convergência nominal por via da moeda arrastava a convergência real está redondamente falhada. O que pode ainda vir de positivo? É só uma questão.

2011-02-11

Diálogo com o Evangelho - 3

 Diálogo com o Evangelho de Domingo 13 de Fevereiro, pelo Frei Eugénio, no programa de rádio "Raízes de Cá".

A vida questiona o Evangelho de Domingo, 13 de Fevereiro



Mateus (Mt 5, 17-37)
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: "Se a vossa justiça não superar a dos escribas e fariseus, não entrareis no reino dos Céus. Ouvistes que foi dito aos antigos: ‘Não matarás; quem matar será submetido a julgamento’. Eu, porém, digo-vos: Todo aquele que se irar contra o seu irmão será submetido a julgamento. Ouvistes que foi dito: ‘Não cometerás adultério’. Eu, porém, digo-vos: Todo aquele que olhar para uma mulher desejando-a, já cometeu adultério com ela no seu coração. Ouvistes ainda que foi dito aos antigos: ‘Não faltarás ao que tiveres jurado, mas cumprirás os teus juramentos para com o Senhor’. Eu, porém, digo-vos que não jureis em caso algum. A vossa linguagem deve ser: ‘Sim, sim; não, não’. O que passa disto vem do Maligno".

2011-02-10

Igreja 2011: uma renovação indispensável

Teólogos alemães, suíços e austríacos publicaram, no dia 03-02-2011, no jornal alemão Süddeutsche Zeitung, um manifesto que teve ampla repercussão na imprensa mundial.
O texto pode ser lido na íntegra em português aqui.
Vale também a pena ver esta referência.

2011-02-09

A emigração está a matar-nos

Público - A emigração está a matar-nos

«Três vezes candidato ao Nobel da Paz, o arcebispo católico-melquita da Galileia diz que a fuga dos cristãos do Médio Oriente às perseguições está a matar as comunidades dos lugares onde Jesus nasceu. E conta o que disse um dia ao actual Presidente israelita, que acabaria a dar-lhe razão...»


«Seria muito importante que os peregrinos que vêm à Terra Santa consagrassem uma parte da sua peregrinação a visitar os cristãos, que conheçam também as pessoas e não apenas as pedras. Muito poucos cristãos do Ocidente conhecem os cristãos do Médio Oriente. Ficam espantados quando dizemos que somos cristãos e perguntam quando nos convertemos do islão...»

«Desde há 60 anos, os dois [lados] dizem que estamos condenados a viver juntos. É altura de começar a pensar que temos o privilégio de viver juntos



A não perder, esta entrevista ao António Marujo. É um sábio. Impressionante lucidez.

Do Cairo, em discurso directo

É um privilégio poder ter uma fonte em primeira mão sobre a situação no Egipto, de um Dominicano do Cairo, através do Frei Eugénio. Aqui fica. 
Centenas de milhares participaram hoje (08.02.2011) naquela que é descrita como a maior manifestação desde o início da revolta no Egipto.

Bonjour tout le monde,

Rien de nouveau à dire de première main sur la révolution aujourd'hui. Je travaille pénard dans mon bureau aujourd'hui. J'aurais voulu vous raconter la balade des employés de la bibliothèque à Woodstock mais ils se sont dégonflés, sauf une (égyptienne), qui m'a dit: "Je suis réconciliée avec les Égyptiens!! Je ne pensais pas qu'ils manifesteraient autant de civisme!"

Yes!

Je voudrais vous parler des Frères musulmans aujourd'hui. Tout le monde ne parle que de ça (en Occident et chez les chrétiens ici).

Comment commencer...? Je pense qu'il faut une approche réaliste. On me dit qu'ils ont tué Sadate, qu'ils ont été violent, qu'ils veulent instaurer une théocratie dès qu'ils pourront. Je crois surtout qu'ils ne savent pas eux-mêmes et qu'ils sont très divisés. Ce qu'ils seront se joue largement en ce moment et ce n'est pas en les diabolisant qu'on fait évoluer les choses.

Il est clair qu'ils ont énormément de sympathisants dans la population (30 à 40% me disait une amie journaliste) et que leur persécution depuis 30 ans leur a donné une auréole de martyrs et de personnes non-corrompues. Ils ont été très absents pendant les 10 premiers jours de cette révolution, et s'ils commencent à se montrer seulement maintenant, c'est parce qu'ils seront à nouveau persécutés si la révolution échoue.

Faut-il s'en tenir à une vision des Frères musulmans qui ont tué Sadate, et penser que c'est là leur vrai et unique visage? Ça arrangerait bien Moubarak, les Américains et Israël!! Afin que ce régime policier continue sans sourciller.

Je suis convaincu que les faire entrer dans le jeu des élections libres, maintenant que les gens n'ont plus peur de dire ce qu'ils pensent, ne peut que leur faire du bien. En tout cas, le retour à la semi-clandestinité ne peut que les encourager à se durcir. De même, si les autres forces vives du pays (mouvements de gauche, jeunesse copte, démocrates, libéraux...) leur laissent le terrain et se retirent, il ne pourront s'en prendre qu'à eux-mêmes.

Comme vous voyez, je n'ai pas une approche idéologique, mais pragmatique. Et c'est pourquoi je suis tellement admiratif de ces dizaines de milliers de personnes qui manifestent toujours place Tahrir. Ils ont compris que l'Égypte, c'est eux. Pas ce que l'on en dit.

Et pour résumer, un ami (musulman) avec qui j'ai été place Tahrir avant-hier me disait : "On ne s'est pas libérés de 30 ans de dictature policière pour entrer dans une théocratie".

Pour finir je recommande très chaudement cet article du Monde à ceux qui ne l'ont pas encore lu, et qui cite deux excellents chercheurs que nous connaissons bien au couvent.

Je pense bien à vous et je vous souhaite une excellente journée!

jean

2011-02-08

Gaza: agrava-se a crise humanitária

A democratização do Egipto é uma brecha de esperança para os vizinhos palestinianos de Gaza.
Mas para já, no imediato, a situação no Egipto agravou a ameaça de uma crise humanitária em Gaza.
Soldados egípcios fugiram dos seus postos e a única fronteira (Rafah) fechou. E este é o único ponto de saída / entrada para 1,5 milhão de palestinianos que vivem na Faixa de Gaza, bem como para os abastecimentos de comida, medicamentos, combustíveis.

Assim, há cerca de 60 palestinianos retidos no aeroporto do Cairo, entre os quais seis crianças e vários pacientes criticamente enfermos, que estão ficando sem a medicação.
Israel destruiu o aeroporto de Gaza durante a segunda Intifada, em 2002. A alternativa é o aeroporto de Cairo, através de Rafah, desde que se tenha uma habilitação de segurança especial para entrar no Egipto.
Aqueles que têm autorização para viajar ao exterior são levados diretamente ao aeroporto do Cairo, de autocarro, onde são mantidos até à sua partida. No regresso são detidos no aeroporto até que possam ser levados para a fronteira de Rafah.
Por estes dias nem estes procedimentos funcionam.
Para saber mais aqui. Ou aqui.

2011-02-04

Diálogo com o Evangelho - 2


Diálogo com o Evangelho de Domingo 6 de Fevereiro, pelo Frei Eugénio, no programa de rádio "Raízes de Cá".

A vida questiona o Evangelho de Domingo, 6 de Fevereiro

Mt. 5,13-16.
Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal se corromper, com que se há de salgar? Não serve para mais nada, senão para ser lançado fora e ser pisado pelos homens.
Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem se acende a candeia para a colocar debaixo do alqueire, mas sim em cima do candelabro, e assim alumia a todos os que estão em casa.
Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, de modo que, vendo as vossas boas obras, glorifiquem o vosso Pai, que está no Céu.»


2011-02-03

Do Cairo

Este email tem o valor de ser de alguém que esta lá.
Que seja um convite a estarmos unidos na oração e no desejo de mudanças não sangrentas.
Frei Eugénio

Mensagem do frei Jean Druel da Comunidade Dominicana do Cairo
 
C'est une révolution. Les hommes du parti et les policiers ne vont pas lâcher le morceau facilement.
Ils savent qu'ils n'ont pas de place dans une Égypte ouverte et libre.
On est allés manifester hier.
Ce soir j'ai des amis dans la foule qui se fait massacrer par la police en civil. On a peur.
Nous on ne craint rien au couvent.
jean

2011-02-01

A propósito do Evangelho


A partir de agora vamos poder ouvir regularmente o Frei Eugénio no Regador. Aqui fica a primeira experiência.
 
Diálogo com o Evangelho de Domingo passado, pelo Frei Eugénio, no programa de rádio "Raízes de Cá".