2007-12-12

Nova tempestade em Santo Domingo



A região de Santo Domingo, onde se encontra a Inês, foi
novamente atingida por uma tempestade tropical. Não é tão forte como o Noel, mas é devastador para uma população que ainda não se recompôs da última tempestade do mês passado.
As agências de informação referem que "Pelo menos sete pessoas morreram na cidade dominicana de Santiago, no norte do país, durante a passagem da tormenta Olga, que fez transbordar uma represa na madrugada de terça-feira, informou nesta quarta o Centro de Operações de Emergência da República Dominicana.
"Oficialmente há sete mortos e 24.500 desabrigados em todo o país, devido ao transbordamento de rios e deslizamentos de terra", explicou o diretor do Centro de Operações de Emergência.

Olga também deixou uma dezena de comunidades isoladas em todo o país, mas Santiago, a segunda cidade do país, enfrentava a situação mais grave, onde pelo menos 2.000 pessoas foram evacuadas de maneira preventiva.
O governador da província explicou que em muitos sectores há pessoas que se refugiaram em cima de árvores e nos tetos das casas."

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Paulo! É formidável ver o teu empenho em informar quem vem ao REGADOR. Que a atenção à realidade e neste caso ao que alguém bem nossos conhecido como a Inês está a viver, nos faça ter uma coração mais sensivel e uma oração mais intensa!
    Senhor, aumenta a nossa esperança e espírito de partilha e solidariedade!
    Frei Eugénio

    ResponderEliminar
  3. A Inês mandou uma mensagem a dizer que estava bem.
    Que estão a começar as "partilhas" de Natal e ela é convidada por muitas famílias.
    PV

    ResponderEliminar
  4. Tenho lido com muito proveito estas notícias da Inês a viver longe daqui. Faz-nos sentir próximos e faz-nos sentir (e chama-nos para) aquilo que se chama com esta palavra complicada que é "comunhão" - e que traduziria por uma mais simples de "ponte". Precisamos de ter o coração pronto para acolher estes dramas- Que Jesus nos dê uma mãozinha!
    armando

    ResponderEliminar