2010-03-20

A vida questiona o Evangelho de Domingo, 21 de Março

Jo. 8,1-11.

Jesus foi para o Monte das Oliveiras.

De madrugada, voltou outra vez para o templo e todo o povo vinha ter com Ele.
Jesus sentou-se e pôs-se a ensinar. 
Então, os doutores da Lei e os fariseus trouxeram-lhe certa mulher apanhada em adultério, colocaram-na no meio 
e disseram-lhe: «Mestre, esta mulher foi apanhada a pecar em flagrante adultério. 
Moisés, na Lei, mandou-nos matar à pedrada tais mulheres. E Tu que dizes?»
Faziam-lhe esta pergunta para o fazerem cair numa armadilha e terem de que o acusar.
Mas Jesus, inclinando-se para o chão, pôs-se a escrever com o dedo na terra. 

Como insistissem em interrogá-lo, ergueu-se e disse-lhes: «Quem de vós estiver sem pecado atire-lhe a primeira pedra!» 
E, inclinando-se novamente para o chão, continuou a escrever na terra. 
Ao ouvirem isto, foram saindo um a um, a começar pelos mais velhos, e ficou só Jesus e a mulher que estava no meio deles. 

Então, Jesus ergueu-se e perguntou-lhe: «Mulher, onde estão eles? Ninguém te condenou?» 
Ela respondeu: «Ninguém, Senhor.» Disse-lhe Jesus: «Também Eu não te condeno. Vai e de agora em diante não tornes a pecar.» 


Sem comentários:

Publicar um comentário